Mostrar 36747 resultados

Descrição arquivística
1177 resultados com objetos digitais Mostrar resultados com objetos digitais
Despesa de obras
PT INSE ISSIE/GF/03/04 · Subsérie · [Post. a 1755] - 1824
Parte de Irmandade do Santíssimo Sacramento da Igreja de Nossa Senhora da Encarnação

Série constituída por dois livros com a descrição das despesas efectuadas com a reconstrução da Igreja, desde o desentulho da antiga Igreja, arruinada pelo Terramoto de 1755 e incêndios que se seguiram, até à sua reedificação total. Existe um livro de despesas com as obras de reedificação da Igreja, referente ao período entre 1790 e 1803, nos livros particulares do Tesoureiro Colffs (ver livro ref.ª PT-INSE-ISSIE/GF/TC/03-01).

PT INSE ISSIE/GF/03/04/002 · Documento composto · 1820-01-08 - 1824-12-05
Parte de Irmandade do Santíssimo Sacramento da Igreja de Nossa Senhora da Encarnação

Registo das despesas realizadas com a obra de reconstrução da Igreja de Nossa Senhora da Encarnação, organizados à semana, apresentando cada folha de obra os seguintes elementos, dispostos em colunas: ano, mês e dia, número e semana, a descrição de cada um dos pagamentos realizados, o valor pago para cada tipo e quantia total paga na semana. Os pagamentos referem-se a despesas realizadas com os salários de pedreiros, carpinteiros, canteiros, trabalhadores e arquitecto e com a despesa dos materiais empregues: cal, areia, pedra, madeiras, ferragens, tijolos, telhas e outros. Nas folhas 17 e 18 apresenta uma nota das quantias de papel moeda despendidas segundo as folhas de despesa, entre Janeiro de 1820 e 5 de Dezembro de 1824.

Receita e despesa da Fábrica da Igreja
PT INSE ISSIE/GF/04 · Série · 1753 - 1802
Parte de Irmandade do Santíssimo Sacramento da Igreja de Nossa Senhora da Encarnação

Série documental constituída por dezassete livros, com os registos de receita e despesa da Fábrica da Igreja Paroquial de Nossa Senhora da Encarnação, respeitando, cada um destes livros, a um ou mais anos económicos, apresentando as contas do irmão tesoureiro respeitantes à gestão económica da Igreja. A apresentação das verbas de receita e despesa da Fábrica é realizada da mesma forma que nos livros dos livros da receita e despesa da Irmandade (ver séries com a ref.ª PT-INSE-ISSIE/GF/03, PT-INSE-ISSIE/GF/03/01 e PT-INSE-ISSIE/GF/03/02). Inclui, como nas séries referidas, um resumo da receita e um resumo da despesa no final de cada ano económico ou quando se verifica mudança de tesoureiro, um termo de encerramento da conta, assinado pelo juiz, procurador da Mesa, procurador da Irmandade e pelo escrivão, este último também responsável pela escrita dos livros, assinando, juntamente com o tesoureiro, os registos de recebimentos e pagamentos. Os livros 1 a 3 apresentam também um índice inicial, com um alfabeto da receita e um da despesa, separados, referentes a cada um destes livros, fazendo referência à receita e à despesa e indicando o fólio respectivo.

PT INSE ISSIE/GF/04/006 · Documento composto · 1758-12-14 - 1759-08-01
Parte de Irmandade do Santíssimo Sacramento da Igreja de Nossa Senhora da Encarnação

Descrição da receita f. 1-13 e despesa f. 16-37, resumo da receita f. 38, resumo da despesa f. 39 e encerramento da conta f. 40 (1760-09-20). Tesoureiro: Filipe de Santiago Ribeiro. Escrivão: Francisco Xavier de Sousa.

PT INSE ISSIE/GF/04/010 · Documento composto · 1762-12-28 - 1763-08-27
Parte de Irmandade do Santíssimo Sacramento da Igreja de Nossa Senhora da Encarnação

Descrição da receita f. 1-10 e da despesa f. 11-30, resumo da receita f. 31, resumo da despesa f. 32. Não tem encerramento da conta, apresenta apenas um requerimento do padre tesoureiro para que lhe seja passada carta ou certidão de quitação (Mesa de 1767-01-29). Tesoureiro: Nicolau Monjardino. Escrivão: José António Soares Noronha.

Receita e despesa da Fábrica
PT INSE ISSIE/GF/04/012 · Documento composto · 1765-09-28 - 1767-09-05
Parte de Irmandade do Santíssimo Sacramento da Igreja de Nossa Senhora da Encarnação

Descrição da receita e despesa de 1765/1766: descrição da receita f. 2-11 e da despesa f. 14-31, resumo da receita f. 11 v.º (1766-09-28) e o resumo da despesa f. 32 (1766-09-28); descrição da receita e despesa de 1766/1767: descrição da receita f. 34-44 e da despesa f. 47-64, resumo da receita f. 45 (1767-09-05) e resumo da despesa f. 65 (1767-09-05). Tesoureiro: Tomás de Aquino Tavares; Bernardo Gomes Vasconcelos Costa. Escrivão: Bastos Viana.

Receita e despesa da Fábrica
PT INSE ISSIE/GF/04/013 · Documento composto · 1767-12-05 - 1770-11-20
Parte de Irmandade do Santíssimo Sacramento da Igreja de Nossa Senhora da Encarnação

Descrição da receita e despesa de 1767/1768: descrição da receita f. 1-10 e da despesa f. 13-31, resumo da receita f. 11 (1768-09-15) e o resumo da despesa f. 32 (1768-09-11); descrição da receita e despesa de 1768/1769: descrição da receita f. 35-44 e da despesa f. 46-60, receita geral f. 45 e despesa geral f. 61. Tesoureiro: Bernardo Gomes Jácome da Costa; Tomás de Aquino Tavares. Escrivão da Mesa: Francisco Ângelo Leitão; Nuno Prestes da Silva.

Receita e despesa da Fábrica. Livros do procurador
PT INSE ISSIE/GF/07 · Série · 1804 - 1827
Parte de Irmandade do Santíssimo Sacramento da Igreja de Nossa Senhora da Encarnação

Série documental constituída por quatro livros em que se lançam as verbas da receita e despesa da Fábrica da Igreja, continuando cronologicamente a série com a ref.ª PT-INSE-ISSIE/GF/04, apresentando uma disposição diferente da informação. Em 1804, os pagamentos e recebimentos relativos à Fábrica da Igreja passam a ser da responsabilidade do Procurador da Mesa e não do Tesoureiro da Irmandade.

PT INSE ISSIE/GF/08/001 · Documento composto · 1806-01-01 - 1806-01-31
Parte de Irmandade do Santíssimo Sacramento da Igreja de Nossa Senhora da Encarnação

Cada registo diz respeito a um dos encargos: do lado esquerdo, indica-se qual o encargo, a sua proveniência, estimativa do custo para a Irmandade e dos rendimentos que a Irmandade possui para a sua satisfação. Por vezes existe uma anotação a informar que já não existem rendimentos suficientes para a satisfação do respectivo encargo. Possui um índice (fl. 93) com indicação da folha em que se encontra a descrição de cada encargo. O índice é sequencial, com a mesma ordem dos próprios registos no livro. Não apresenta termos de abertura e encerramento.

PT INSE ISSIE/GF/09/001 · Documento composto · 1806-06-30 - 1807-12-21
Parte de Irmandade do Santíssimo Sacramento da Igreja de Nossa Senhora da Encarnação

Inclui: 1- um inventário geral das acções activas e passivas da Irmandade do Santíssimo Sacramento: apólices do empréstimo para as obras da Igreja, padrões de juro próprios da Irmandade, propriedades de casas, foros, dívidas à Irmandade por empréstimo de dinheiro a juros com padrões ou casas hipotecadas, entre outros (f. 2-7, com acrescentos noutros fólios); 2- um inventário dos bens móveis: prata, ornamentos, paramentos, capas, roupa branca, tocheiros, castiçais e outros; 3 - um registo em formato comum nos livros Diários, ou seja, o local e data (dia, mês e ano) ao centro da página, o descritivo da receita ou despesa, período a que diz respeito, referência ao livro de receita ou despesa e fólio respectivo e as quantias recebidas ou entregues, com os valores em numeral divididos em metal e em papel (folhas 7 e 8 e 12 a 20). No ano de 1806 todos os registos possuem, na margem esquerda, a referência ao Livro de Tombo (ver série ref.ª PT-INSE-ISSIE/GF/10) ou ao Livro de Contas Correntes (ver série PT-INSE-ISSIE/GP/01-02). No ano de 1807 não existem estas anotações marginais. Tesoureiro: Marcos Aurélio Rodrigues; Miguel José Rodrigues. Escrivão: José de Carvalho e Araújo.

Receita e despesa do tesoureiro
PT INSE ISSIE/GF/10/001 · Documento composto · 1806-01-04 - 1811-12-31
Parte de Irmandade do Santíssimo Sacramento da Igreja de Nossa Senhora da Encarnação

Registos da receita e despesa dos tesoureiros entre 1806-01-04 e 1811-12-31: conta da receita e despesa do tesoureiro Aurélio Rodrigues f. 1-5 e encerramento da conta, f. 5 v.º-6; conta da receita e despesa do tesoureiro Miguel José Rodrigues f. 7-23 e encerramento da conta f. 24 (1811-12-31). Nesta parte, o livro apresenta-se com uma tipologia semelhante a um livro Caixa, com os registos da receita na página da esquerda e os da despesa na página da direita, com a informação disposta em colunas, indicando: ano, mês e dia, descrição da receita/despesa e valores divididos em colunas com as quantias em papel e em metal. No final de cada folha estão as rubricas do tesoureiro (à esquerda) e do escrivão (à direita). Os averbamentos da despesa possuem uma numeração sequencial, correspondendo à mesma numeração dos documentos comprovativos (ver série com ref.ª PT-INSE-ISSIE/GF/05). Contém ainda as contas correntes entre 1812-01-01 a 1817-11-30, incluindo a demonstração da conta do tesoureiro Miguel José Rodrigues com o procurador da Mesa, Manuel Francisco da Cruz, f. 26 v.º-27(1809-03-10 a 1811-12-31); o irmão tesoureiro Miguel José Rodrigues em conta corrente com a Irmandade f. 27 v.º-28 (1812-03-06 a 1812-05-30); o balanço em 1813-05-30; o irmão procurador da Mesa, Manuel Francisco da Cruz, em conta corrente com a Irmandade, por morte do tesoureiro Miguel Rodrigues, f. 28 v.º-29 (1812-01-01 a 1817-11-30). Surgem referências ao livro de rendimentos da fábrica da Igreja e livro de contas correntes com o Procurador. No final de cada ano económico, existe um termo de conferência e exame da conta, assinado por todos os membros da Mesa da Irmandade. Tesoureiro: Marcos Aurélio Rodrigues; Miguel José Rodrigues. Escrivão: José de Carvalho Araújo. Procurador da Mesa: Manuel Francisco da Cruz.